Rodoviária de São José do Rio Preto – Um pouco do interior paulista

Rodoviária de São José do Rio Preto – Um pouco do interior paulista

Introdução:

Desde já temos a cidade do interior paulista localizado no noroeste do estado mais precisamente na região dos grandes lagos de São Paulo. Enfim temos a cidade de São José do Rio Preto localizado em uma região bem estratégica em termos de rodovias. Seja via Rodovia Washington Luís (SP 310), proveniente de São Paulo seja Transbrasiliana (BR 153) vindo do norte ou sul do Brasil. Não diferente temos a rodoviária de São José do Rio Preto.

Conforme dados do IBGE, a cidade de São José do Rio Preto tem mais de 460 mil habitantes, segundo estimativas de 2019. Acima de tudo são 3 (três) empresas que realizam a ligação entre a cidade e a capital paulista:

Viação Cometa: A priori que parte da rodoviária, assim como da Sala VIP localizado nas proximidades da Avenida Alberto Andaló.
Expresso Itamarati: A princípio a empresa utiliza a sua Sala VIP nas proximidades do bairro da Redentora, próximo a Rodovia Washington Luís. As linhas que passam na SALA VIP tem como destino/procedência da região de Votuporanga em sua grande maioria.
Levare Transportes: Semelhantemente a Expresso Itamarati, possui SALA VIP próximo a Avenida Bady Bassit, outro importante corredor rio-pretense.

Certamente é uma das ligações rodoviárias mais concorridas do estado. Já foram mencionados as três empresas em outras postagens conforme os links acima.

Uma vez que a cidade possui uma importante rodoviária bem como inúmeras linhas importantes que realizam atendimento na cidade. Devido a localização da cidade, muitas linhas provenientes do norte e sul do Brasil passam na rodoviária rio-pretense.

Por falar na rodoviária de São José do Rio Preto, assunto principal desta postagem, a mesma tem inúmeros fatos à serem mencionados. Acresce que o assunto será discorrido através de 3 (três) partes: do passado dela, atualidade e perspectivas futuras.

Antes de mais nada esta postagem traz informações de anos de pesquisa de campo, bem como fontes atualizadas e confiáveis.

 

Parte 1 – Rodoviária de São José do Rio Preto – Um pouco do interior paulista. Seu passado

 

Pouco antes da facilidade de acesso ao modal rodoviários muitas viagens eram realizadas por longas horas de trem. Trens de longo percurso, conhecido na época, e viajavam a noite inteira rumo a inúmeras cidades, inclusive São José do Rio Preto. Logo após uma longa viagem os passageiros atravessam a rua e acessava a rodoviária rio-pretense.

Só para ilustrar a nostalgia uma grande escada “recepcionava” os passageiros vindos das viagens ferroviárias. Ao fim dela o Centro de uma cidade que com toda a certeza só crescia ao passar dos anos. Ao adquirirem suas passagens descia escadas em formato “caracol”, persistindo até hoje, acessando plataformas estreitas, mas com ar interiorano.

Anteriormente a rodoviária era atendida por inúmeros ônibus rodoviários e por muito tempo não cogitava no serviço suburbano (2 portas). Final da década de 1990 as empresas Pevê-Tur, Célico, Viação São Raphael e Expresso Itamarati implantam o serviço SUBURBANO. Não raro de ver na rodoviária carros suburbanos e rodoviários compartilhando o espaço.

Enquanto os dois tipos de ônibus compartilhavam a rodoviária que com o passar dos anos sentiu os efeitos do tempo e progresso. Entra em cena os ônibus Double Decker (DD) com uma rodoviária que não estava configurada para este tipo de ônibus. Ônibus das empresas Reunidas Paulista e Viação Cometa improvisavam embarque para passageiros com destino ao Rio de Janeiro e a capital paulista. De certo a rodoviária demonstrava sua sobrecarga diante de ônibus modernos vigentes.

Sob o mesmo ponto de vista a rodoviária atualmente não sofreu mudanças significativas como será mencionado a seguir.

Parte 2Rodoviária de São José do Rio Preto – Um pouco do interior paulista. Como ela está atualmente?

 

De acordo com os dados do IBGE mencionados anteriormente São José do Rio Preto tem mais de 460 mil habitantes. Na região central passado e presente se misturam, na qual permanece uma estação ferroviária desativada e uma rodoviária sobrecarregada. Algumas pontuações pertinentes:

1 – Plataforma de desembarque: Do mesmo modo são também de embarque. Os ônibus mais altos (Modelos LD ou DD) tem como alternativa utilizarem estas plataformas para realizarem os embarques dos seus passageiros.

2 – Plataformas de embarque: São mais usadas pelas linhas suburbanas amontoadas em horário de pico e formando-se filas em alguns horários.

3 – Localização: A rodoviária continua localizada no coração da região central de São José do Rio Preto. Constantemente passam inúmeras linhas de ônibus urbanas. Não só movimento de linhas urbanas como também um número expressivo e considerável de linhas suburbanas.

Em virtude dos fatores acima mencionados, muitas empresas investiram em alternativas visando conforto e segurança dos passageiros. Esta solução foi a criação de Sala VIP nas proximidades da Rodovia Washington Luís (SP 310). Atualmente a rodoviária rio-pretense parou no tempo nos quesitos: banheiros e segurança no entorno.

Por mais que existam pontos desfavoráveis da rodoviária rio-pretense existem perspectivas positivas de mudanças.

Parte 3Rodoviária de São José do Rio Preto – Um pouco do interior paulista. Perspectivas futuras

A saber que foram estipulados inúmeros projetos para retirar a rodoviária da região central. Em 2011 um jornal local divulgou pretensões de deixar na confluência das rodovias SP310 e BR 153.

Em contrapartida um novo terminal urbano será entregue a população do outro lado da linha férrea – Antiga Praça Cívica. A tendência é que o movimento melhore consideravelmente na região ao tirar as linhas urbanas desta região. Segue link de telejornal local mencionado sobre o novo terminal urbano.

Por mais que existe esta significativa mudança não há projeto oficial do Poder Executivo para construção de nova rodoviária ou reforma da atual. Acessando o site oficial da Prefeitura Municipal de São José de Rio Preto não há menção nos últimos 2 (dois) anos. Eventualmente existem projetos do Legislativo mas sem efetivação concreta, como concessão de espaço para uma nova rodoviária.

Como resultado da apresentação dos fatos da rodoviária de São José do Rio Preto temos as pontuações finais.

Considerações finais

Mediante o exposto recapitulamos aqui sobre a trajetória da rodoviária de São José do Rio Preto.

Em primeiro lugar um passado compartilhado com a ligação férrea da Rede Ferroviária Federal Sociedade Anonima (RFFSA). Um modelo de intermodalidade havia naquela época.

Em segundo lugar a evolução dos ônibus não foi acompanhada pelas instalações da rodoviária. Muitos ônibus fazem filas para embarcar numa rodoviária que não acompanhou o aumento da oferta de linhas suburbanas e rodoviárias.

Em terceiro lugar a transferência das linhas de ônibus urbanas é vista como desafoga da região da rodoviária. Não há projeto oficial da Prefeitura sobre reforma ou construção de nova rodoviária.

Rodoviária de São José do Rio Preto – Um pouco do interior paulista. Saiba de fontes confiáveis e atuais o que acontece com a rodoviária rio-pretense.

Um comentário em “Rodoviária de São José do Rio Preto – Um pouco do interior paulista

  1. Pingback: Rodoviária de Campinas – Um pouco do interior paulista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.