Qualidade do transporte público – Perfil do usuário e avaliação do transporte urbano

Qualidade do transporte público – Perfil do usuário e avaliação do transporte urbano

Considerações importantes:

Em primeiro lugar ressalta-se que esta pesquisa é totalmente imparcial, ou seja, não foi encomendada para fins políticos/eleitorais. Trata-se de mensurar a qualidade do transporte público através do perfil do usuário e avaliação do transporte público.

Só para ilustrar esta pesquisa realizou-se em 2011 em pontos estratégicos da cidade de Sorocaba. Acresce que entrevistou 1200 usuários com objetivo de contribuir para uma pesquisa qualitativa sobre o transporte público de Sorocaba.

Ainda por cima trate-se apenas e exclusivamente da divulgação de informações voltadas ao interesse público. A saber que a pesquisa está registrada no 1º Oficial de Registros de Títulos e Documentos de Sorocaba-SP sob número 139287.

Parte 1: Qualidade do transporte público – Perfil do usuário e avaliação do transporte urbano. Contexto histórico

A princípio o transporte urbano de Sorocaba foi atendido por um serviço de bondes operante de 1915 à 1959. Em 28 de fevereiro de 1959 registra-se a substituição dos bondes por ônibus.

Nesse meio tempo cinco empresas até 1974 eram responsáveis pelo transporte dos munícipes até constituírem a Viação Manchester – VIMA. Em seguida, em 1989 começava a modernização do sistema na qual resultou na implantação de um sistema integrado.

A construção dos terminais Santo Antônio e São Paulo marca as mudanças no transporte urbano de Sorocaba. Visto que a referência deste sistema de transporte urbano de passageiros era da cidade de Curitiba (PR).

Parte 2: Qualidade do transporte público – Perfil do usuário e avaliação do transporte urbano. Atualidades

Enfim, em 30 de Agosto de 2020 foi entregue a população o CORREDOR ITAVUVU que compõem o sistema BRT SOROCABA. Mesmo que uma nova empresa opera no sistema a cidade dividide-se em dois lotes, em outras palavras, atendida por duas empresas:

1 – Consórcio Sorocaba (ConSor): Não só predominante na região norte (mais populosa da cidade) como também atende a Zona Industrial (Éden e Cajuru)

2 – Sorocaba Transportes Urbanos (STU): Não apenas responsável pelo atendimento da região oeste como também pelas regiões leste e sul (região com maior demanda da cidade por serviços)

Parte 3: Qualidade do transporte público – Perfil do usuário e avaliação do transporte urbano. Detalhes da Pesquisa

A princípio os entrevistados responderam a um questionário composto por seis questões qualitativas de múltiplas alternativas. Em resumo os 1200 usuários selecionados responderam, conforme reprodução do questionário abaixo:

Questionario com o usuario do transporte urbano 2011 - Qualidade do transporte público – Perfil do usuário e avaliação do transporte urbano

O período de coleta dos dados foi de novembro de 2011 a fevereiro de 2012. Só para ilustrar as informações coletadas focaram em 15 regiões selecionadas (divididas em cinco sub-regiões). De fato estas localidades representam uma amostra fiel do transporte coletivo urbano da cidade (vide mapa abaixo):

MAPA 2 - Qualidade do transporte público – Perfil do usuário e avaliação do transporte urbano

Parte 4: Qualidade do transporte público – Perfil do usuário e avaliação do transporte urbano. Resultados da Pesquisa

Como resultado da pesquisa tivemos os seguintes resultados:

A) PÚBLICO E FREQUÊNCIA: Neste universo o público usuário feminino sorocabano foram abordadas, já que representam 82% dos entrevistados e 18% dos mesmos são usuários ocasionais.

B) PONTOS POSITIVOS: Quanto a pontos favoráveis na operação deste sistema 23% dos pesquisados não conseguiram identificar alterações significativas na atual operação.

C) PONTOS NEGATIVOS: Quanto à lotação bem como as grandes filas nos terminais estas caracterizaram 40% dos pontos desfavoráveis.

D) QUALIDADE: A questão da qualidade do atual sistema de transporte coletivo urbano deixa a desejar. Uma vez que 63% considerou péssima, ruim e regular a sua operação.

E) FAIXA ETÁRIA: Surpreendentemente 22% dos entrevistados são pessoas com idade acima de 60 anos, um índice elevado comparado ao universo pesquisado.

Considerações finais

Portanto verificamos que este universo pesquisado em 2011, refletiu sobre a qualidade do sistema operacional vigente na época. Logo, ficou uma questão a ser esclarecida:

O órgão responsável pelo transporte na cidade de Sorocaba – URBES – tem atendido a contento as solicitações de seus usuários? ”

Qualidade do transporte público – Perfil do usuário e avaliação do transporte urbano.

Um instrumento qualitativo de reflexo da satisfação do passageiro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.