Greve de ônibus – Prejuízo e transtornos aos usuários das cidades brasileiras

Greve de ônibus – Prejuízo e transtornos aos usuários das cidades brasileiras.

INTRODUÇÃO

Primordialmente menciona-se um ato e direito de qualquer trabalhador brasileiro: O direito a greve. A priori é assegurado pela Constituição Federal artigo 9º e a Lei nº 7.783/89. Desde já transcreve abaixo trecho da lei que menciona sobre a greve:

LEI Nº 7.783, DE 28 DE JUNHO DE 1989.

Conversão da Medida Provisória nº 59, de 1989

Dispõe sobre o exercício do direito de greve, define as atividades essenciais, regula o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, e dá outras providências.

Afinal, nesta postagem realiza uma espécie de retrospectiva de greves, no caso específico na cidade de Sorocaba (SP). Sem dúvida estes acontecimentos geram transtornos para cidade fazendo com que os carros saiam das garagens e consequentemente congestionamentos nas vias públicas.

Parte 1: Greve de ônibusPrejuízo e transtornos aos usuários das cidades brasileiras. Ocorrências de 2011

Segundo dados do IBGE, a cidade de Sorocaba tinha 586.625 pessoas conforme estimativa 2010. Imagine uma greve do transporte público numa cidade com o porte desse?

Surpreendentemente em 16 de Dezembro em 2011 a cidade sem transporte público, sem aviso prévio. Não só gerou transtornos aos usuários como também para economia local, na qual sentiu pela queda da movimentação de clientes.

Moradores da região norte, a mais populosa de Sorocaba, certamente foram as mais prejudicadas. A saber que muitos bairros são extremamente afastados do centro de Sorocaba, como o Parque São Bento, Cajuru e Brigadeiro Tobias.

Visto que as alternativas para dia de greve eram a pé, carona ou táxi para os passageiros chegarem ao seu destino. Nesta época não existia motorista por aplicativo.

DIA DA GREVE 1024x768 - Greve de ônibus - Prejuízo e transtornos aos usuários das cidades brasileiras

Parte 2: Greve de ônibusPrejuízo e transtornos aos usuários das cidades brasileiras. Ocorrências de 2017

De maneira idêntica porém em proporções maiores a cidade de Sorocaba registrou a maior greve do transporte urbano de sua história. Em relação aos motivos que levaram as duas greves aborda na Parte 3 desta postagem.

A paralisação dos motoristas de ônibus começou dia 22 de Junho, chegou a ser suspensa por 3 (três) vezes. Inquestionavelmente foi a maior greve registrada durando 25 dias e terminando em 27 de Julho.

Em síntese nestes dias de paralisação foi uma espécie de “quebra de braço” entre sindicato da categoria, prefeitura e empresas de ônibus. Acresce que o Poder Judiciário intermediou os impasses, porém a disputa infelizmente estendeu por 25 dias.

Por fim por qual motivo é decretado a greve? Por quais motivos se estendem a ponto de gerar transtornos aos usuários e a cidade? Resposta em seguida.

Parte 3: Greve de ônibusPrejuízo e transtornos aos usuários das cidades brasileiras. Para que uma greve?
1° Motivo: Aumento salarial da categoria e benefícios:

De certo um dos maiores impasses entre sindicato que negocia em nome dos trabalhadores e as empresas de ônibus.

De acordo com o Sindicato dos trabalhadores em transportes Rodoviários de Sorocaba e região são direitos:

A) Piso Salarial conforme categoria profissional.

B) Tíquete Refeição

C) Participação nos lucros e resultados

2o Motivo: Condições trabalhistas

Ocasionalmente quando as empresas deixam de honrar os compromissos como pagamento de vale ou salário é decretado greve. Hoje, devido a COVID-19 assim como a queda da arrecadação estes episódios vem sendo recorrentes.

3o Motivo: Manifestações/Apoio a uma causa

Eventualmente a categoria de motoristas de ônibus aderem a manifestações promovidas pelas centrais sindicais em apoio a alguma causa. Recentemente tivemos protestos contra a reforma da previdência.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Mediante ao exposto relembrou dois acontecimentos de greves no município de Sorocaba, que servem de exemplo para outras cidades do mesmo porte. Em suma a categoria de trabalhadores em transporte urbano aderem a greve motivados por uma causa. Lembrando que nos históricos de greve os maiores prejudicados são os passageiros do transporte urbano.

Greve de ônibus – Prejuízo e transtornos aos usuários das cidades brasileiras. Por quais motivos são decretadas as greves que afetam principalmente os usuários?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.